Destaque

Faça o que te emociona


Eu queria escrever sobre outras coisas incríveis que estão acontecendo, projetos, parcerias, textos mais técnicos, mas tem algo martelando aqui na minha cabeça, mandando eu escrever sobre sentimentos e sou muito obediente então vamos lá.

Estava fazendo uma pesquisa sobre rebocos de barro para uma assessoria que fiz e em algum momento entre livros de Gernot Minke e Johan van Lengen me senti emocionada e chorei, chorei lendo sobre aditivos, coesividade, cal, esterco e testes para determinar a composição do barro. E não foi aquele choro de quando a gente tem que estudar matemática e não entende nada, foi uma emoção do tipo " meu Deus como amo ler sobre essas coisas".

Tem sido uma caminhada bem difícil, abrindo mão de tanta coisa pra seguir apesar das incertezas, muito desafios, dúvidas e uma entrega muito grande. Então esse sentimento de emoção, veio como uma confirmação, pra seguir acreditando. É lindo a gente fazer o que ama!

Hoje é dia do arquiteto, então achei perfeito escrever sobre isso, porque sempre tive uma relação de amor e ódio com a minha profissão, mas hoje eu sei o que eu amo e em que eu acredito, me encontrei na Bioarquitetura e cada vez me sinto mais realizada nessa área (ainda que falte um bom caminho pela frente). Eu não tenho a pretensão de inspirar ninguém, mas de certa forma a gente acaba fazendo isso, sendo com um texto, uma fala ou um projeto, mas eu só queria abrir o coração aqui, porque a caminhada nem sempre é fácil, mas ela pode ser muito bonita. Então esse post todo era só pra dizer isso mesmo: Faça o que te emociona. Provavelmente não vais ficar rico mesmo rsrsrs

Aí parte da minha pós-graduação rsrs. A primeira e última vez que eu fiz tadelakt, Argentina 2015.

Aos meus colegas um feliz dia hoje e espero que sempre!!

#permacultura #casadebarro #Português #Bioconstrução